Seguidores

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Dizem que capricornianos são loucos por dinheiro – além da conta.


E são histórias como a do enterro de George Burns (20/01) que ajudam a reforçar tal fama.





O longevo Burns, que viveu até os 100 anos, já estava afastado do cinema desde 1939, quando em seu retorno às telas, aos 79 anos, recebeu o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por seu papel em Uma Dupla Desasjustada (1975), em que contracenou com Walter Matthau.









Você provavelmente deve se lembrar dele como o velhinho piadista e cínico que chegou a encarnar o próprio Deus em pelo menos três filmes diferentes.





Sempre de bom humor e com seu indefectível charuto, Burns costumava brincar com sua idade, e dizia que, pelas manhãs, a primeira coisa que lia nos jornais era o Obituário, para checar se ainda estava vivo. 










Confira o célebre humor ferino de George Burns em outras tiradas suas:

"Na minha idade as flores assustam".

"Aposentar-se aos 65 anos é ridículo. Nessa idade eu ainda tinha espinhas."

“Na realidade, basta um drinque para me deixar mal. Mas nunca sei se é o 13º ou o 14º.” 

"Eu sou tão velho que, quando eu era criança, o Mar Morto estava apenas doente."

"Amo cantar e amo beber uísque. A maioria das pessoas prefere me ouvir beber uísque."

"Este é o sexto livro que eu escrevo, o que não é ruim para uma pessoa que leu apenas dois.

"Quando você tem 80 anos já aprendeu tudo... Agora, tem que tentar se lembrar."

"Quando eu tinha 90 anos me perguntaram se o meu médico sabia que eu fumava. Minha resposta foi clara e concisa: 'Não, ele já morreu'."

"Eu sairia com mulheres da minha idade, mas não há nenhuma."

“Se eu soubesse que ia durar tanto tempo, tinha tido mais cuidado comigo.” 

“Eu preferiria ser um fracasso em algo que amo do que um sucesso em algo que odeio.” 

"Quem nos faz rir é um comediante. Quem nos faz pensar e depois rir é um humorista."

Aos 98 anos, perguntaram a Burns:
– Está feliz de estar aqui?
 Na minha idade, fico feliz de estar em qualquer lugar.

"Felicidade? Um bom charuto, uma boa comida e uma boa muher – ou uma mulher malvadinha. Depende da quantidade de felicidade com que você consegue lidar."

"Cada dia em que ainda estou na Terra, ainda é um bom dia".

"Não importa o que as outras pessoas falem de você, o importante é que você continue sendo a pessoa que sempre foi, e se mudar mude para melhor. Não fique na cama... a menos que você possa fazer dinheiro deitado."


Festa de aniversário de 90 anos de George Burns (1986)


Ah, e por falar em dinheiro, voltemos à questão com que iniciamos o post:

Em março de 1996, menos de dois meses após seu aniversário de 100 anos, Burns faleceu em sua residência, de parada cardíaca. Foi enterrado três dias depois, elegantemente trajado, portando as coisas de que gostava: seu anel de estimação, o relógio com que a falecida esposa o presenteara, sua inseparável peruca, três charutos no bolso e sua carteira contendo dez notas de cem dólares, um nota de cinco dólares e três notas de um dólar, totalizando US$ 1.008. 

Quem, além de faraós e capricornianos, pensaria em levar dinheiro para o túmulo?



Nenhum comentário:

Postar um comentário